Semed realiza diálogo formativo “Alfabetização em Foco” para professores do ensino fundamental

0

Visando alcançar resultados significativos no processo de alfabetização na rede municipal de ensino, a Secretaria Municipal de Educação de Marituba (Semed), por meio dos seus Departamentos de Programa, Planos e Projetos, e Pedagógico, realizou entre os dias 23 e 24 de junho, o Dialogo Formativo: “Alfabetização em Foco” para professores do 1º, 2º e 3º ano do ensino fundamental, integrando assim suas ações no âmbito dos Projetos “Alfa em Ação”, de autoria da Semed, e do Programa “Tempo de Aprender” do Ministério da Educação – MEC.

Diálogo formativo, Escola Maria do Carmo

A ação também visa o acompanhamento personalizado das práxis docentes nos primeiros anos do fundamental para que esses profissionais conduzam de forma eficaz o processo de alfabetização e letramento através das estratégias que a Semed traçou para elevar a qualidade do ensino municipal.

“O diálogo formativo se deu na perspectiva de darmos uma resposta aos munícipes de Marituba. O que queremos com essa ação, é acompanhar efetivamente as atividades em lócus para que os professores conduzam com práticas eficazes o processo de alfabetização. Assim se sintam mais confiantes sabendo que a Semed está presente e acompanhando esse processo de alfabetização”, explica a Diretora de ensino da Semed, Rosiane Lameira.

O dialogo formativo promoveu momento de acolhimento, roda de conversa e dinâmicas para suscitar interação entre os docentes. Em seguida, foi apresentada uma situação “problema” para os docentes, no que abrange as hipóteses de escrita identificando de que forma pode ser trabalhada tal hipótese para avançar no processo de alfabetização.

“O momento nos mostra que, como profissionais, não estamos sozinhos”

“Além do momento rico de formação, o momento nos mostra que, como profissionais, não estamos sozinhos, assim podemos avançar para mudar a realidade nesses primeiros anos do ensino fundamental, que são primordiais para os estudantes”, destaca o coordenador pedagógico da escola Luz e Vida, Felipe Oliveira.

Por conta da crise da pandemia da covid 19, a rede municipal de ensino ainda tem alunos que chegam ao terceiro ano sem saber ler e escrever, a mesma realidade se estende aos jovens e adultos.

“Queremos sanar o número de alunos que não foram alfabetizados no tempo certo, proporcionando condições para que os professores se sintam seguros e nossos alunos estejam preparados para enfrentar, no ano seguinte, a nova série”, conclui a diretora de ensino.

Galeria

Texto: Ascom Semed

Fotos: Ary Brito e Divulgação 

 

 

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade