Professores de Marituba são capacitados para implementação do projeto MPT na Escola

0

A Prefeitura de Marituba, por meio da Secretaria Municipal de Educação de Marituna (Semed), implementou o projeto Ministério Público do Trabalho (MPT) na Escola que busca erradicar o trabalho infantil por meio de uma mútua cooperação institucional e técnica entre o MPT e a Semed.

Professores do 4º e 5º ano do ensino fundamental durante a capacitaçãoVisando a implementação do projeto nas escolas de Marituba, o Ministério Público do Trabalho capacitou, na última segunda-feira (20), cerca de 70 professores das escolas municipais do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental, no auditório da escola Renausto Amanajás.

A técnica de projetos educacionais da Semed, Graciete Cardoso, comenta sobre a importância da capacitação aos professores do ensino fundamental. “Reunimos professores de todas as escolas de ensino fundamental do município, do 4º e 5º ano, para refletirmos sobre o trabalho infantil. Sabemos que é nossa missão enquanto educadores cuidar dos nossos alunos e o espaço escolar é um elemento fundamental no combate ao trabalho infantil”, disse.

O projeto – O MPT na Escola consiste num conjunto de ações voltadas para a promoção de debates, nas escolas de ensino fundamental, dos temas relativos aos direitos da criança e do adolescente, especialmente a erradicação do trabalho infantil e a proteção ao trabalhador adolescente e visa capacitar os educadores para atuarem como multiplicadores da temática em sala de aula.

A coordenadora do projeto MPT na Escola de Marituba, Sandra Maiolino, explica que o projeto irá culminar em um concurso que busca valorizar as produções artísticas, culturais e literárias de estudantes do 4º e 5º do ensino fundamental com temas relacionados ao enfrentamento do trabalho infantil e à profissionalização do adolescente.

“Temos expectativa muito grande de ter excelentes trabalho que irão competir nacionalmente, trazendo à sociedade uma reflexão sobre trabalho infantil”, explica Sandra Maiolino.

A premiação integra o Projeto Resgate à Infância, que também oferece iniciativas estratégicas nas áreas de aprendizagem profissional e políticas públicas. O prêmio possui quatro categorias por grupo: conto, poesia, música e desenho. O concurso acontecerá ainda em três etapas: municipal, estadual e nacional.

Da redação Comus

Fotos: Divulgação

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade