Microssistema de abastecimento automatizado é entregue no bairro Santa Lúcia II e Beira Rio

0

o microssistema é todo automatizado e resolve o problema no abastecimento de água no local

Os bairros de Santa Lúcia II e Beira Rio receberam, na manhã desta quarta-feira (13), a entrega da revitalização, ampliação e automatização do Microssistema de Abastecimento de Água destes bairros. O sistema irá beneficiar mais de 3 mil famílias que sofriam com deficiências no abastecimento de água nestes locais. Ao todo serão 12 microsistemas que serão entregues em toda a Marituba.

O evento contou com a presença da prefeita Patrícia Mendes, da vice-prefeita Rafaela Santa Rosa, do presidente da Câmara Municipal, Allan Besteiro e secretários municipais.

A dona de casa Zenilde Cordeiro é uma das beneficiadas

A inauguração foi recebida com festa pela comunidade. Como a moradora Zenilde Cordeiro, 57 anos, que mora há 03 anos na Terceira Rua do Santa Lúcia II. “ Ultimamente tenho visto muitas melhoras aqui no bairro. Há muito tempo a gente sofria com a falta d’água, o que era um problema e que ninguém conseguia resolver”, comemorou.

A prefeita Patrícia Mendes destacou que este é um compromisso assumido durante a campanha e que está trazendo dignidade aos moradores de Marituba. Ela explicou que resolver o problema do abastecimento é uma de suas prioridades, mas que tem problemas que fogem da competência municipal.

“A revitalização e automação destes sistemas é resultado da união de forças entre a gestão municipal, a parceria com o Legislativo e a participação da comunidade. Resolvendo este problema estamos trazendo mais dignidade e saúde para a população”, ressaltou.

Ao todo serão 12 microssistemas que serão entregues

Os serviços foram executados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seidur). O titular da secretaria, Coaraci Dias, explica que estas áreas que estão sendo beneficiadas com microssistemas são áreas onde a concessionária não atua, então a prefeitura entra para levar o serviço à população.

“ O sistema é composto por uma nova captação subterrânea, foi construído mais um poço tubular, a parte elétrica foi revisada e foi instalada a automação do sistema”, explicou o secretário.

Desta forma, a partir do momento em que caixa d’água chega aos níveis máximo e mínimo, a bomba dispara e o sistema começa a funcionar. O sistema, afirma ainda o secretário, além de trazer economia de energia, beneficia toda a população através da eficiência no abastecimento de água. A rua onde o sistema está localizado também foi toda revitalizada pela Seidur.

 

Da Redação Comus

Fotos: Ary Brito

 

 

 

 

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade