Marituba realiza o segundo dia de Fórum Municipal Ambiental

0

Dando seguimento ao Fórum Municipal Ambiental, Marituba realiza, nesta sexta-feira (07), o segundo dia de evento que discute sobre as mudanças climáticas e o meio ambiente.

De que forma a população pode auxiliar na fiscalização para combater crimes ambientais, o papel do poder judiciário na proteção ao meio ambiente e as ações da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Marituba foram alguns dos temas discutidos na mesa de debates desta manhã.

Coordenador jurídico da Semmas de Marituba, Igor Cotta.

“Os danos ambientais são sentidos com mais intensidade pelas populações mais vulneráveis. São os ribeirinhos, quilombolas, pessoas que não possuem acesso as políticas públicas”, explica o coordenador jurídico da secretaria de Meio Ambiente de Marituba, Igor Cotta.

O coordenador comenta que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas) é um instrumento fundamental no município para o acesso da população à justiça ambiental. “Por meio da Semmas conseguimos avaliar empreendimentos que podem afetar o município diminuindo ou extinguindo o dano ambiental que poderia ser causado”, concluiu.

O magistrado do Tribunal de Justiça do Pará, Agenor de Andrade

Já o magistrado do Tribunal de Justiça do Pará, Agenor de Andrade, explicou como o poder judiciário se insere nas pautas sobre o meio ambiente. “Quando se fala em meio ambiente é necessário retomar ao conceito moral da empatia e pensar nas gerações futuras. O poder judiciário atua protegendo direitos fundamentais fazendo com que se cumpra as obrigações climáticas pré-estabelecidas”, disse.

Nesta sexta-feira, o Fórum Municipal de Meio Ambiente acontece simultaneamente ao evento Diálogos Regionais, proposto pelo grupo de engajamento Youth20 que oportuniza a pessoas e entidades que trabalhem as pautas prioritárias do grupo propor e promover eventos em colaboração ao G20 Social.
As contribuições serão sistematizadas e apresentadas pela delegação brasileira durante a Cúpula do G20 em agosto.

O Fórum discutiu questões climáticas e ambientais

Um dos coordenadores do evento, Paulo Nobre, comenta que a participação popular é de suma importância para a conquista de maior desenvolvimento social por meio de diálogos e discussões. “A gente trouxe esse evento, principalmente para a juventude de Marituba, e é importante esse momento de discursão para que a gente consiga pensar num lugar mais desenvolvido em que a gente possa usufruir desse desenvolvimento social”, enfatizou.

Da Redação Comus

Fotos: Ary Brito

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade