Investimentos aplicados para celebrar o Dia Internacional da Educação

0

Escola municipal Otília Begot, sexta escola reforma e ampliada entregue em 2022

Em Assembleia Geral, no dia 3 de dezembro de 2018, a Organização das Nações Unidas instituiu o dia 24 de janeiro como Dia Internacional da Educação, momento em que vários países comprometeram-se em tratar a educação como prioridade.

A educação contribui com a formação das pessoas, em todas as fases da vida, dando oportunidades, por meio do conhecimento, para se tornarem pessoas comprometidas e qualificadas para atuarem no social e profissional.

Pedagoga Sandra Maiolino

“Celebrar esta data especial se torna um ato nobre e salutar que também homenageia trabalhadores e profissionais da educação que, com muita competência, formam cidadãos para uma sociedade humana, qualificada e inclusiva; que se aprimoram a cada dia e tem compromisso com o ensino-aprendizagem dos nossos educandos”, destaca a pedagoga e coordenadora do programa Tempo de Aprender, Sandra Maiolino.

O Programa “Tempo de Aprender” do Ministério da Educação (MEC), visa potencializar o processo de alfabetização, por meio da leitura (português) e do raciocínio lógico (matemática), no tempo adequado para os alunos do 1° e 2° ano do ensino fundamental, oportunizando suporte necessário para dominar as habilidades e competências contempladas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para elevar a qualidade do ensino.

Segundo o coordenador da escola municipal Nossa Senhora da Paz, Alan Siqueira, a data celebra e ratifica a importância educação na vida de todos, pois quando pensamos em educação, respaldados pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação, “pensamos em diversas formas de inclusão dos indivíduos em sociedade, preparando-os para o mundo do trabalho. Isso é o que fazemos diariamente em diversos segmentos da sociedade, porque educação está em todos os ambientes”, disse.

À direita, Alan Siqueira ao lado de servidores da escola municipal Nossa Senhora da Paz

O referido coordenador ressalta ainda que a educação combate desigualdades sociais, proporcionando às pessoas que, por algum motivo, não tiveram acesso a ela, em tempo hábil, por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA), por exemplo, “tenham letramento, conhecimento científico, para diminuição e/ou erradicação das diferenças sociais ainda existentes, potencializando assim o ser humano. Então essa data sempre será muito importante não só para relembrar a grande importância da educação em sociedade, mas para conseguirmos ter e efetivar ações qualitativas e possamos aperfeiçoar aquelas que nós já aplicamos no decorrer da nossa vida como educador”.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino para pessoas a partir dos 15 anos, não alfabetizados e/ou não concluintes do ensino fundamental e médio.

Os investimentos aplicados nos últimos dois anos pela Prefeitura de Marituba a educação municipal que visam respeito, compromisso, acolhida, ensino de qualidade e sentimento de pertencimento por parte da comunidade escolar.

Obras de Reforma e Ampliação

Nova sala de leitura da escola municipal Otília Begot

Visando melhorias para comodidade dos alunos e servidores que compõem a comunidade escolar, a Prefeitura de Marituba, por meio da Secretaria Municipal de educação (Semed) realiza obras de Reforma e Ampliação em diversas escolas, no padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação — FNDE, que incluem reforma da cozinha, das salas de aula, dos professores e administrativas; recuperação e construção de novos banheiros segundo a norma brasileira de inclusão; construção de quadras poliesportivas, cobertas, para desenvolvimento de atividades físicas e culturais; instalação de brinquedo especial inclusivo para Pessoas Com Deficiência (PCD) e Sistema de Videomonitoramento Inteligente com câmera de reconhecimento facial

Cozinha da escola municipal Dr Alcântara

Em 2022 as reinaugurações das escolas municipais Renausto Amanajás, Padre Marcos Schawalder, Geracina Begot, Maria do Carmo Rodrigues, Dr Alcântara e Otília Begot marcaram antigos sonhos dos munícipes: escolas nos padrões de qualidade que proporcionem condições dignas para uma educação de qualidade.

Outras cinco escolas municipais também passam por serviços de reformas e ampliações: EMEF Santa Helena, EMEF Eudâmidas Lopes, EMEF Parque das Palmeiras, EMEF Santa Lucia e EMEF Prof. Nadéia Guimarães, a próxima escola a ser entregue no mês de fevereiro.

Formação continuada para docentes da rede municipal de ensino

Projetos Educacionais sancionados com leis: Projeto IDEB a todo vapor (Lei Municipal N° 607/2022), Projeto Alfa em Ação (Lei Municipal n° 608/2022), Robótica na Escola (Lei municipal n° 609/2022), Educação em Tempo Integral (Lei Municipal n° 610/2022) e Horta Orgânica e Eco coletora (Lei Municipal n° 611/2022); Merenda Escolar adequada e saudável; Eventos Educacionais: 1ª edição da Feira inclusiva e tecnológica, 1ª Desfile Escolar, Jogos Estudantis, 1ª Olimpíadas de Língua Portuguesa e Matemática, Mostra Cultural e Jornada Pedagógica; Cursinho Municipal atuou com distribuição gratuita de materiais didáticos e a permanência do pagamento da bolsa no valor de R$ 100,00, e Formações e capacitações dos professores e servidores que visam a melhoria da qualidade da educação oferecida nas escolas municipais, bem como a evolução dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

A Prefeitura Municipal de Marituba segue investindo em melhorias que visam o progresso da educação pública do município. Em 2023 novos espaços serão entregues totalmente reformados e reestruturados para melhor atender a comunidade escolar.

Texto: Ascom Semed 

Fotos: Ary Brito, Fernando Nobre, Patrik Silva e Divulgação

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade